Moral e bons Costumes

1

Por Ana Burke
.
O que é moral e o que é imoral? O que se entende por bons costumes? Sempre seguimos, precisamos seguir, e o exemplo é fundamental, importante, imprescindível para a formação do nosso caráter. Aquilo ou aquele que seguimos é o que somos e o que vai nos influenciar na nossa formação e na formação dos nossos filhos? A passividade nos torna inativos e interfere de forma negativa na nossa personalidade. Educar pra ser passivo é educar para ser covarde. O medo exagerado, seja lá do que for, paraliza qualquer ação construtiva de um bom caráter e, no entanto, permitimos que o medo nos domine e nos destrua. E são tantos os medos, a insegurança, a falta de domínio sobre si mesmo e a fraqueza de caráter que assusta um ser pensante.Todo homem têm dentro de si um super herói e soluções mágicas, mas nem sempre este super herói dá bons exemplos ou nos ensina ser independentes e felizes e, muitas vezes, este super herói nos dá exemplos nocivos, perniciosos, ou conselhos desastrosos que nos aleijam, pra sempre em nossa capacidade de discernimento daquilo que é certo ou errado.

Maomé é o super herói dos muçulmanos e eles o seguem sem questionar. Fazem exatamente tudo o que Maomé fez e tentam viver exatamente como Maomé viveu, afinal, Alá está com Maomé. Muitas esposas e casamento com meninas. Suas mulheres são apenas objetos sexuais, passivas, proibidas de se desenvolver como pessoa, não podem decidir coisa alguma, não têm direito a ter direitos e são apedrejadas por qualquer motivo se não forem obedientes em tudo. A avó é inferior, a mãe é inferior, a filha é inferior e o estranho é que pensam que um ser inferior pode gerar um ser superior. Manter as mulheres passivas, totalmente sem cultura e com nível educacional deficiente não me parece a melhor política para construir pessoas civilizadas e independentes.

Sobre o Deus que os Cristãos seguem
O super herói dos Cristãos e Judeus (Deus) não ensina nada diferente do que ensina Maomé e descumpriu todos os seus mandamentos dando péssimos exemplos sobre moral e bons costumes.
– Aprova a poligamia e a escravidão
– Apóia e incentiva a pedofilia (Números 31,17-18)
-Abraão se casou com a sua irmã
– Ló ofereceu as suas filhas virgens aos moradores de Sodoma para serem estupradas e teve relações sexuais com elas (Gêneses 19:5-8 e 19:30-36)
-Manda que matem os próprios filhos, a mulher e amigos que seguirem outro deus (Deuteronômio 13:6-10)
– Proibe os deficientes físicos de se aproximarem do seu altar pois poderiam contaminar o altar ( Levítico 21:18-20)
– Promove guerras dando ordens para matar meninos de peito (1 Samuel 15:2-3)
– Manda matar mulheres, virgens, crianças e velhos (Ezequiel 9:6)
Outros exemplos:
Mulheres são para serem violentadas pelos homens, abusadas e mortas.

Exemplo:
– Os vadios da cidade queriam estuprar o hóspede e este ofereceu a filha virgem e a concubina do amigo no lugar deste. Ele entrou e jogou a concubina pra fora que foi violentada e abusada a noite inteira. De manhã o seu hóspede pegou a concubina, cortou ela em 12 pedaços e espalhou suas partes por todo Israel com as bençãos de Deus.(Juizes 19: 22-29)
- Com a sua benção apoia despedaçar as naçoes, despedaçar cavalo e cavaleiro, homem e mulher, o velho e o moço, o jovem e a virgem, o pastor e o rebanho deste, o lavrador e a sua junta de bois, e também os capitães e magistrados. Motivo: se vingar da babilônia e moradores da Caldéia. (Jeremias 51:19-24)

- Ensinou aos pais que só será feliz aquele que pegar os filhos e der com eles nas pedras. (Salmos 137:9)

- Sacrificou animais e permitiu o sacrifício de seres humanos em sua homenagem (Juízes 11:30-39)

- Mandou enforcar pessoas (números 25:4)

- Apoiou matar qualquer um que que se levante ou discorde dos seus métodos.

- Ezequiel mandou uma maldição em cima de alguns meninos por tê-lo chamado de careca, apareceu duas Ursas e despedaçaram 42 deles.

*****


Sobre Jesus

Jesus nunca disse que reprovava a poligamia ou a escravidão e afirmou que veio pra cumprir a Lei.
Aprova que seus donos açoitem ou matem os escravos (1Pedro2:18-19) e dá lições ao longo de todo o Novo Testamento de como um servo deve se comportar ou será castigado. Os exemplos são os mais variados mas só é capaz de ver quem não está contaminado por nenhuma seita religiosa e consegue ler a bíblia usando a razão.

Todos são convencidos de que os seus super heróis são AMOR e PAZ, seguem os seus exemplos e a história confirma os atos de selvageria praticados pelos cristãos ao longo da história.

Temos inúmeros outros super heróis que a massa segue, e idolatra. Se não existisse um deus eles idolatrariam as pedras ou um sapo qualquer. São os pobres de espírito que foram aconselhados por Jesus a entrar pela porta estreita, porque estreito é o seu entendimento. Só a eles pertencerá o reino dos céus.

A Serpente

0

Por Ana Burke

.

Para os povos antigos a serpente era um talismã muito poderoso, e representava a manifestação da energia criadora. Trazia sabedoria, desenvolvia a intuição e favorecia a saúde. Simbolizavam proteção e eram veneradas e encarregadas de proteger locais e moradias.

Pisar na Serpente é pisar…esmagar o conhecimento. Nas imagens de Maria…ou “Nossa Senhora”, ela aparece, na maioria das vezes pisando ou esmagando a cabeça da serpente. O conhecimento não é bom para as religiões que sobrevivem da exploração da ignorância.

Muito conhecimento foi destruído. É proibido pensar e louvável repetir “Amém”. Giordano Bruno foi queimado juntamente com os seus livros… Ário, por exemplo teve todos os seus livros queimados e o mesmo destino tiveram os Cátaros, que foram queimados juntamente com todos os seus livros e escritos.

A serpente é capaz de distinguir entre o bem e o mal, e os religiosos são treinados a ver a serpente como o mal…conhecimento é o mal, ignorância é o bem. A serpente é Satanás e pode fazer ver aquele que está cego, fazê-lo perceber que aquilo que ensinam como sendo bom é ruim, é mentira e que ele está sendo enganado. A serpente provou que Deus estava mentindo e escondendo informações de Adão e Eva e que o mesmo desejava que ambos nunca abrissem os olhos. Com a ajuda da Serpente…ambos abriram os olhos e descobriram que o paraíso era uma mentira, uma prisão mental que os impedia de ver o mundo real e de aprender sobre este mundo.

Adão e Eva comeram do fruto da árvore proibida e, “foram abertos os olhos de ambos” Gêneses 3:7.

Aquele que é mantido na ignorância é indefeso e pode ser manipulado com facilidade. Ele nunca vai descobrir por si mesmo que está sendo enganado porque foi treinado a se defender do conhecimento (a serpente). As religiões têm esta função, distorcer a realidade, mentir, enganar e matar o entendimento daquilo que é certo ou errado. A ovelha é um ser inferior e que não sabe que vai para o abate e não sabe também, que o pastor e o cão do pastor se alimentam da sua carne, e do seu leite. O leigo (como é chamado um religioso) é um ignorante e qualquer dicionário pode confirmar isto. O pobre de espírito é um tolo e a porta estreita é a entrada para o matadouro.

E o avesso é o correto?

0
Por Ana Burke
.
Quantas igrejas tem no seu bairro? E elas não pagam impostos enquanto escolas pagam, e clínicas também. Podemos observar que temos um único posto de saúde em todo o bairro, um único médico para toda uma comunidade, e dez vezes mais igrejas numa mesma rua. Será difícil para o tolo pensar ou se perguntar o porque desta discrepância? Será difícil abstrair da mente alguns questionamentos como por exemplo: O que estou fazendo com meus filhos? O que significa “ser evangelizado”?

Evangelizaram os índios e os destruíram como povo. Evangelizaram os africanos e até hoje eles sofrem as consequências desta evangelização, ou seja, miséria e destruição da sua cultura. Muitos povos e muitas culturas desapareceram do planeta com a contribuição efetiva dos homens enviados por Deus. A religião com mais adéptos tem maior poder de destruição e conta com maior número de pessoas completamente evangelizadas cujas mentes foram arduamente trabalhadas para discriminar outras culturas diferentes da sua. O processo de doutrinação para Deus é a mesmo processo no qual se impõe a outros aquilo que aprendemos como certo. Mas…o certo nunca pode ser imposto ou não é certo. Difícil pensar? Sim? Evangelizar para Deus é o mesmo que doutrinar para a morte.

Religiões têm o poder de transformar o “SER”, aquele que “É”, nasce perfeito, em algo amorfo, sem vida, sem personalidade e sem vontade própria. Repetir sempre améééém…bééééé…nunca encheu a barriga de um miserável ou mudou alguma coisa pra melhor na sociedade. O termo “amém” quando dito e repetido significa, concordar, e este “concordar” nunca é resultado de uma reflexão, mas de uma submissão e o submisso não decide e aceita sem pensar: É bom? É ruim? Bom ou ruim pra quem? É verdade ou estou sendo usado(a)? Existem interesses por trás?

Seja feliz…pense.

A Morte Fictícia de um Deus

0

Por Ana Burke.

.

Os RELIGIOSOS pensam que mataram alguém que nunca morreu e devem se mortificar eternamente por isto. Pior, pensam que são assassinos poderosos, pois conseguiram matar um deus, um ser divino, imortal e são treinados a acreditar nisto e a repetir para si mesmos em cada culto, ou liturgia: “Por minha culpa…por minha culpa, por minha máxima culpa…”

Segundo conta a bíblia, o martírio deste Ser durou seis horas, mas o martírio de quem o segue deve durar por toda a vida. O preço cobrado pela mentira da salvação e da vida eterna é algo monstruoso.

E para expurgar esta culpa, ter matado alguém que ressuscitou, e sabia que iria ressuscitar, que não iria morrer, devem esquecer que estão vivos, que o mundo existe, se enterrar em uma caverna escura (igreja), onde eles têm suas mentes deterioradas e a sua inteligência embotada.

Se religião prestasse não seria obrigatória. O muçulmano que abandona o Islã é condenado e perseguido. O mórmom que abandona a seita vai ficar separado da família depois da morte, perde o paraíso prometido e a família entra em desespero. Qualquer Testemunha de Jeová que abandona a igreja é completamente marginalizado (é chamado de apóstata) e abandonado por toda a comunidade religiosa e, principalmente, pela sua família se arriscando a morrer na solidão, abandonado.

Qualquer pessoa que não tenha religião é marginalizada e tida como uma aberração, um satanás, um demônio que deve ser afastado para não contaminar as ovelhas. Perseguir é a ordem. Discriminar é mandatório e o resultado em muitos países é a morte daqueles que se recusam a beber do mesmo fel.

Se religião prestasse, não estaria imperando nos países mais pobres do mundo ou arrebanhando as pessoas mais ignorantes e carentes do planeta.

*****

Para saber mais sobre as Testemunhas de Jeová:

A Sentinela (15 de Julho de 2011). Não siga “falsos instrutores” pp. 15-16. wol.jw.org/. Página visitada em 2 de Março de 2014.

http://anaburke.com/2014/03/05/testemunhas-de-jeova-x-apostatas/

Maomé e suas mulheres

00

Para controlar as (entre 11 e 24) esposas, concubinas e escravas (sexuais), Maomé teve um número de “revelações” específicas de Alá.
Essas “revelações” resolveram os problemas domésticos de Maomé.
Mas condenaram as mulheres muçulmanas para sempre… pois elas estão consolidadas na Lei Islâmica (Sharia).
O homem tem autoridade sobre suas mulheres pois Alá fez um superior ao outro [Alcorão 4:34].
Maomé bateu no peito da sua esposa favorita, Aisha, porque ela saiu de casa sem permissão [Muslim, 4:2127].
Afinal de contas, Alá permite aos muçulmanos baterem nas suas esposas [Alcorão, 4:34].

Declarações de clérigos islamicos:
Nós sabemos que bater na mulher é uma punição islâmica.
Isto não pode ser negado pois é prescrito pelo criador do homem.
Bater é sem dúvida um dos métodos para reformar as esposas.

Mulheres sob o Islã
Eu ouví o Profeta dizer: “Mal pressentimento existe em três coisas: o cavalo, a mulher e a casa.” [Bukhari 4:56:2858]
Direito a herança: A parte do homem deve ser duas vezes a parte da mulher [Alcorão 4:176]
O testemunho da mulher vale a metade do testemunho do homem [Alcorão 2:282] … devido a deficiência da mente da mulher [Ishaq 584].
Em casos de adultério ou estupro, a mulher precisa do testemunho de quatro homens [Alcorão 24:11-20]. Se ela não provar sua inocência (mesmo do estupro), ela é apedrejada.

Mulheres: objeto sexual
Não existe sexo consensual:
Suas esposas são como um campo a ser arado; então, aproxime-se e faça como desejar [Alcorão 2:223].

Mulheres devem sentir vergonha
Código de vestimenta para as mulheres:
A vestimenta deve cobrir todo o corpo exceto a face, mãos e pés.
Vestimento deve ser modesto e não muito justo ou que atraia a atenção dos olhos.
A hijab ou véu é obrigatório.
A burqua cobre toda a cabeça e face e é específica para certas culturas, por exemplo, a burqua azul usada pelas mulheres no Afghanistão.

Direitos das Mulheres
Mulheres devem ser circuncizadas (ter o clítoris cortado fora).
Não podem deixar a casa sem autorização do pai, marido ou guardião. Ao sair, precisam da companhia de um homem (parente).
Só podem se casar com um muçulmano (homens podem se casar com infiéis).
Só podem se casar uma vez (homens, até 4)
Podem ser divorciadas por qualquer motivo, bastando ao homem dizer 3 vezes: “eu me divorcio.” (elas não tem o mesmo direito.)

Crimes de Honra
“Crimes de Honra” são uma consequência das mulheres serem propriedade dos homens.
Um manual de Lei islâmica certificado pela Universidade Al-Azhar como um guia da ortodoxia Sunnita diz que:
“retaliação é obrigatória contra qualquer um que mate um ser humano intencionalmente e sem direito.” Entretanto,
“não estão sujeitos a retaliação um pai ou uma mãe (ou seus pais ou suas mães) que mate seus filhos ou netos.” [‘Umdat al-Salik o1.1-2].
Em outras palavras, quem matar seus filhos não sofre punição segundo a lei islâmica. (e isso se extende às esposas também …)

Exemplos de Crimes de Honra
Amina e Sarah, mortas com um tiro por seu pai no dia de ano novo (2008) no Texas, por namorarem não-muçulmanos.

Jornalista, feminista, e defensora dos direitos humanos, Rana Husseini, escreveu uma série de reportagens sobre os crimes de honra na Jordânia. Resultado: ela é acusada de ser anti-família, anti-Islã e anti-Jordânia.

Riyadh: Um Saudita da Commissão para Promoção da Virtude e Prevenção do Vício matou sua filha por ela ter se convertido ao cristianismo. (Agosto, 2008)

Dez 2007: Aqsa Parvez, 16, de Toronto, morta por seu pai e tio após discussão sobre o uso da hijab. Ela queria ser mais ocidental.

Na Turquia, um total de 1.985 mulheres morreram de violência doméstica nos dois últimos anos, o que faz 3 mulhers assassinadas por dia. Na Europa duas mulheres morrem por semana devido a violência do marido ou namorado.

Recompensa para os muçulmanos vivos: sexo e pilhagem
Existem recompensas, nesta vida e na outra, para os envolvidos com Jihad.
Para quem vive, o prêmio é sexo (com as mulheres não-muçulmanas, tomadas ou não como escravas) e pilhagem (tomar propriedade de não-muçulmanos ou vendendo-os como escravos).
(Foi isso que atraiu tantos homens para a “verdadeira religião”: sexo livre, tomar a propriedade dos outros e tráfico de escravos, tudo sancionado por Alá!)
Pilhagem é legal e bom [Alcorão 8:69].
Alá permite aos muçulmanos fazerem sexo com as mulheres que a sua mão-direita possuir [Alcorão 33:52].
E não existe limite no número de mulheres que pode-se ter (esposas podem ser divorciadas a qualquer momento).
Este preceito tornou legal o estupro ou emprisionamento de mulheres depois das batalhas.
É por isso que estupro é endêmico nos países islâmicos;
E vem crescendo na Europa com o crescimento das comunidades islâmicas.

Recompensa para os muçulmanos mortos: sexo
A recompensa para aqueles que morrem matando em nome de Alá é sexo.
O paraíso islâmico é um bordel.
No paraíso, o fiél terá virilidade eterna para saborear suas virgens e seus meninos (sim, meninos!).
Mas, e as mulheres muçulmanas?
Maomé disse que viu o fogo do inferno e que a maioria nele eram mulheres!

Como eram os Hebreus, REALMENTE?

As primeiras imagens autênticas e reais dos Hebreus datam de antes de Cristo. Elas são de relevos assírios mostrando hebreus, e outros que eles conquistaram, em cenas pictóricas detalhando as batalhas travadas, com textos associados. Esses relevos decoravam os palácios assírios, e foram, sem dúvida usados para tripudiar sobre a sua conquista dos hebreus e outros. Aqui estamos usando imagens do rei assírio Salmanasar IIIs “Black Obelisco” (858 a.C.). Um afresco do rei assírio Tiglate-Pilesar III mostrando a sua conquista de uma cidade perto do Mar da Galiléia (730 a.C.). Outro afresco da conquista da cidade da Judéia de Laquis (701 a.C.) e outro afresco do rei assírio Senaqueribe.
As quatro imagens das fotos são de afrescos mostrando a real aparência dos hebreus, e estão armazenadas no Museu Britânico, em Londres, Inglaterra.

Uma dica: Pesquisem sobre estes quatro reis assírios em fontes sérias e confiáveis e depois comparem com aquilo que a bíblia fala sobre eles. Interessante.

Traducão: Ana Burke.

http://realhistoryww.com/world_history/ancient/Misc/Jesus/Jesus.htm