De onde vieram as práticas religiosas cristãs?

0

.
Os santos substituiram o culto de deuses pagãos, satisfazendo o politeísmo original presentes nas mentes simples ou poéticas. Estátuas de Isis e Hórus foram renomeadas passando a se chamar Maria e Jesus, a Lupercalia romana, a festa da purificação de Isis tornou-se a festa da Natividade e as Saturnálias foram substituídas por celebrações de Natal , a Floralia foi substituída por Pentecostes, um antigo festival dos mortos foi substituído pelo Dia de Finados ” e a ressurreição de Átis se transformou na ressurreição de Cristo, altares pagãos foram dedicados aos heróis cristãos; incenso, luzes, flores, procissões, paramentos, hinos, que faziam o prazer das pessoas em cultos antigos foram domesticados e purificados para serem usados em rituais da igreja, e o abate cruel de uma vítima viva foi sublimada por sacrifício espiritual na missa.

Agostinho protestou contra a adoração de santos: “Não vamos tratar os santos como deuses, não queremos imitar os pagãos que adoram os mortos. Não vamos construir a eles templos, nem levantar altares para eles, mas com suas relíquias vamos levantar um altar a um deus ” [...] A igreja, no entanto, sabiamente aceitou o inevitável antropomorfismo da teologia popular e então passou a utilizar e abusar o culto dos mártires e relíquias.”

A igreja denunciou magia, astrologia e adivinhação, mas logo as pessoas e sacerdotes usariam o sinal da cruz como um encantamento mágico para expulsar ou afugentar demônios. Exorcismos foram aplicados sobre o candidato ao batismo , e imersão da pessoa totalmente nua era necessário porque o diabo poderia se esconder em alguma roupa ou ornamento.

Os sonhos da cura uma vez só procurados nos templos de Esculápio podiam agora ser obtidos nos santuários dos Santos Cosme e Damião, em Roma, e em breve estaria disponível em centenas de santuários [...] A alma do homem simples pode ser tocada apenas através dos sentidos e da imaginação, com cerimônias e milagres usando mitos, medo e esperança, e então ele vai rejeitar ou transformar qualquer religião que não lhe dá isso. Era natural que, em meio a guerra e desolação, pobreza e doença, um povo assustado deveria encontrar refúgio e consolo em capelas, igrejas, e regozijar-se em sinos, procissões, festivais e rituais coloridos. Ao ceder a essas necessidades populares, a igreja foi capaz de INCUL-CAR uma nova moralidade. Will Durant, The age of Faith – VI The church and the World (Pag 557-564)

Tradução: Ana Burke

 

Dê a outra face ao inimigo e faça Jesus feliz

UM CRISTÃO É CAPAZ DE ENFRENTAR AS HUMILHAÇÕES COM ALEGRIA E PACIÊNCIA, DIZ O PAPA

VATICANO, 27 Set. 13 / 03:53 pm (ACI/EWTN Noticias).

[...] A prova para compreender se um cristão é um cristão realmente está na “capacidade de suportar com alegria e paciência as humilhações” [...] O Papa voltou novamente a advertir sobre o perigo das “tentações do bem-estar espiritual”, [...] “E esta é a tentação do bem-estar espiritual. Temos tudo: temos a Igreja, temos Jesus Cristo, os sacramentos, a Virgem Maria, tudo, um bom trabalho para o Reino de Deus; somos bons, todos. Porque pelo menos temos que pensar isto. Porque se pensarmos o contrário é pecado! Mas não basta. Com o bem-estar espiritual até um certo ponto”.

“Como o jovem que era rico: ele queria ir com Jesus, mas até um certo ponto. Falta essa última unção do cristão, para ser um cristão realmente: a unção da cruz, a unção da humilhação. Ele se humilhou até a morte, a morte de tudo. Esta é a pedra de comparação, a verificação da nossa realidade cristã: Eu sou um cristão de cultura e bem-estar? Ou eu sou um cristão que acompanha o Senhor até a cruz? O sinal é a capacidade de suportar as humilhações”.

O escândalo da cruz, no entanto, continua a bloquear muitos cristãos. Todos, diz o Papa, querem ressurgir, mas “nem todos” pretendem fazê-lo pelo caminho da cruz. E, ainda mais, se queixam das injustiças ou afrontas sofridas, comportando-se contrariamente ao que Jesus fez e pede para imitar.

“A verificação se um cristão é um cristão realmente é a sua capacidade de suportar com alegria e paciência as humilhações, já que isso é algo que não gostamos… Há muitos cristãos que, olhando para o Senhor, pedem humilhações para se assemelhar a Ele. Esta é a escolha: ser cristão do bem-estar – que vai para o Céu, certo de salvar-se! – ou ser o cristão que está próximo a Jesus, pelo caminho de Jesus”. Disponível em: http://www.acidigital.com/noticia.php?id=26112

.

Dê a outra face ao inimigo, faça Jesus feliz, ou saia da senzala

Por Ana Burke

Humilhaçao significa “estar abaixo” numa posição inferior. Os adéptos da seita não conseguem compreender a extensão da violência que está sendo aplicada contra ele.  Ser um humilde, pobre, infeliz, humilhado e é assim que deus quer.

É como se ajoelhar e esperar com alegria as chicotadas do dono. Isto faz parte dos evangelhos de Jesus Cristo. O deus de Israel foi criado para matar e castigar o corpo e Jesus para matar as mentes e fazer escravos eternos. E se o seu sonho do paraíso for uma farsa? Você vai voltar para reclamar a vida que você não teve? E a vida dos seus filhos?

As “tentações do bem-estar espiritual” devem ser evitadas? Bem-estar espiritual é uma tentação?. A Paz espiritual não agrada a deus, mas a infelicidade e o desprezo por si mesmo são uma graça? Esta homilha do Papa e tudo o que se inculca na mente dos cristãos jamais os deixarão livres. Acompanhar o Senhor até a cruz é aceitar sofrer passivamente, nunca levantar a cabeça e nunca ser capaz de resolver os próprios problemas. 

Ainda segundo o Papa Francisco os cristãos “se queixam das injustiças ou afrontas sofridas, comportando-se contrariamente ao que Jesus fez e pede para imitar.” …”A verificação se um cristão é um cristão realmente é a sua capacidade de suportar com alegria e paciência as humilhações, já que isso é algo que não gostamos…”  

Qual o pai normal se alegraria em ver o próprio filho humilhado e ajoelhado aos pés do seu agressor?  E é isto o que se ensina às criancas nas igrejas. Se religião ensinasse moral e bons costumes não teríamos 99% de cristãos dentro das penitenciárias ou em casas de correção.

Ser pobre e miserável é bom pra Jesus que afirma que é mais fácil o camelo passar pelo fundo de uma agulha que o rico entrar no Reino dos Céus. Mas este ensinamento só é bom para as ovelhas, não serve para os pastores. Ovelhas pobres e infelizes significa igreja cheia. Mais ovelhas com problemas, mais dinheiro; pra elas capim, para o pastor, carne. Pra elas o cocho, para o pastor, mesa farta. Pra elas milagres, talvez, e para o pastor, hospitais caros e particulares, portanto, as ovelhas têm que carregar a cruz e o pastor ri do otário que carrega a cruz. O Papa Inocêncio III chamava os cristãos da sua época de “Porcos com Cruzes e desenhou um cristão com ar inocente, e um frade (LOBO) com uma arma pedindo dinheiro.

.

As igrejas também usam para os cristãos, as expressões:

Fiel - doutrinado, que segue sem pensar e para onde ele for guiado; não usa a razão, defende a igreja, a religão, os dogmas e os pastores; são servis, obedientes, humildes e pobres (o miserável não tem pastor); carregam a cruz, símbolo da morte e também do seu próprio destino e dos seus descendentes.

Ovelhas ou Cordeiros – Segue o pastor, são vigiados pelo cão do pastor e sacrificados para alimentar o pastor e seu cão. O cordeiro sacrificado, salva outros de morrerem sacrifícados.

Leigo ignorante das verdadeiras intenções do pastor.

Peixe – também alimento dos pescadores, pastores e cães dos pastores.

O Bispo Liutprand de Cremona, conta a história papal de 886-950, deixando uma imagem notável do vício dos papas e seus colegas episcopais:

Eles caçavam em cavalos com arreios de ouro, tinham ricos banquetes com dançarinas e, quando a caça acabava, iam com essas putas sem vergonha para camas com lençóis de seda e colchas bordadas a ouro. Todos os bispos romanos eram casados, e suas esposas vestiam-se de seda. Suas amantes eram as protagonistas nobres da cidade, e “duas mulheres imperiais voluptuosas “, Theodora e sua filha Marozia “, governaram o papado do século X” (Antapodosis, ibid.).

As ovelhas escutam todos os dias este tipo de sermão ficando então covencidas que ser inferior e ficar inertes, conformados, e felizes com a própria sorte é algo que agrada a Deus e nunca vão tentar alguma maneira de mudar a própria situacão de pobreza, ignorância e miserabilidade.

As igrejas pregam o ódio, a desigualdade, a intolerância, ensinam aos fiéis que certos grupos devem ser destruídos por serem inimigos da igreja e da religião ou mesmo diferentes. Todos são adestrados para seguir o exemplo de Jesus,  do perdedor, fraco e covarde que apanha e morre quieto sem reagir. Eles protegem, defendem o tirano e assumem a própria desgraça como sendo algo bom.  Matam e morrem expondo os próprios filhos na defesa da propriedade do dono ou do redil onde vivem. Não sabem nada sobre amor, dignidade e respeito; nada é mais importante do que a sua religião, nada pode estar errado na sua concepção pobre a respeito de evolução e superioridade. Tudo está invertido em suas mentes, tudo é um engano e agem como um cão fiel lambendo a mão de quem o ensina a lamber o chão. Os rituais de adestramento aplicados a um cão são também aplicados aos fiéis, isto é, os fiéis são treinados a participar de rituais que seguem os mesmos preceitos, como por exemplo: hora de se ajoelhar; hora de se levantar, hora de andar em procissão, hora de arrecadar a oferta ou o dízimo, etc.

O mundo precisa de seres humanos com dignidade e respeito próprio, não de ovelhas…Não de sacerdotes. O Papa Francisco está errado…precisamos todos de muita PAZ, espiritual ou não…PAZ.

Antropomorfismo – O que é isto?

0

Por Ana Burke

Antropomorfismo, resumindo, é dar forma humana a coisas, animais e plantas: Algo que não é humano com forma humana é um ser ou coisa antropomórfica. Ex: boi com forma humana, coelhos com forma humana, deuses com forma humana, etc. Os deuses egípcios eram animais com forma humana e até o deus cristão é um ser antropomórfico. Diz o homem que o deus bíblico foi feito à sua imagem e semelhança, mas é o contrário, deus foi construído pelos homens à imagem e semelhança de si mesmos. O antropomorfismo nada mais é do que uma distorção da realidade. Dificilmente se ouve uma estória infantil na qual não se usa o antropomorfismo…ratos e outros animais falantes e com aparência humana, o mesmo ocorrendo em obras de arte e na literatura.

As mitologias em geral se baseiam no antropomorfismo; o cristianismo não é diferente. Quando Espinosa diz que o Antropomorfismo reduziu o ser humano à ignorância significa que ele distorceu a realidade e começou a acreditar em mitos…a vaca fala…a girafa canta…e todos tem pés, mãos, enfim, aparência humana.

O antropomorfismo dá forma humana a tudo. Exemplo: o Bob esponja é uma esponja com forma humana. Tudo…pedras, plantas, peixes ou qualquer outro tipo de animal com forma humana pode ser visto no cinema e na televisão que usam e abusam de seres e objetos com forma humana; tudo o que existe têm cara e aparência de humanos, DEUS e até… os ETs.

Exemplos de representações antropomórficas:

The_North_Wind_and_the_Sun_-_Wind_-_Project_Gutenberg_etext_19994

Nesta ilustração por Milo Inverno sobre a fábula de Esopo, ” The North Wind and the Sun “, um Vento Norte antropomórfico tenta tirar a capa de um viajante

.

Lion_man_photo

Figura antropomórfica de um leão de Hohlenstein Stadel de 40.000 anos de idade.

.

Syrischer_Maler_von_1354_001

Do Panchatantra : O Coelho engana o Elefante, mostrando-lhe o reflexo da lua

.

Down_the_Rabbit_Hole

Representação de John Tenniel. Este coelho antropomórfiico rabbit foi destaque no primeiro capítulo de Alice no País das Maravilhas deLewis Carroll

.

ancient_egyptian_gods_and_goddesses___stock_by_neko3hiki-d4s525j

Deuses do Egito (antropozoomórficos – animais com forma humana).

.

Deus o Criador

Representação antropomórfica de Deus (forma humana

.

angry-god

Somos livres?

0

Vamos pensar: Se os seres humanos não sabem as causas da existência das coisas que satisfazem os seus apetites e vontades, como eles explicam aquilo que encontram na Natureza à sua disposição e que, pra eles, têm uma utilidade?

Religião e Líderes Religiosos

edir-macedo e a endemoniada

Por Ana Burke

.

O que leva uma pessoa a ser um líder religioso? Eles se espalham como a peste. Seria a necessidade de dinheiro ou seriam eles maldosos por natureza?
Existe uma cumplicidade vergonhosa entre governos e líderes religiosos. A história aponta e comprova que todos os crimes sempre foram permitidos e continuam sendo permitidos ou estimulados por estes líderes. Não se vê líderes políticos ou alguém da classe dominante gritando, caindo ou estrebuchando dentro de nenhuma igreja; isto só acontece com os tolos, com a plebe e para o bem da classe política e dominante.

Assim como os líderes religiosos sabem… e eles sabem muito bem da finalidade e do porque existem religiões, a classe dominante também sabe. Religião é para os “de baixo” e nunca, para os “de cima”. Imaginem a rainha da inglaterra ou qualquer membro da “realeza” caindo e estrebuchando com um demônio no corpo; imagine um deles repousando no Espírito. Loucos inocentes. Eles não têm demônios…eles são os demônios.

Tudo e qualquer coisa que venha de líderes religiosos é perdoado e esquecido…a pedofilia é um exemplo. Os líderes religiosos são necessários para trabalhar a mente dos plebeus, torná-los obedientes e torná-los capazes de matar e morrer por uma causa ou ideia. O Papa Urbano II estimulou as cruzadas, mas ficou resguardado em seu palácio enquanto os tolos matavam e morriam por uma promessa de salvação.

Guerra…Guerra…Guerra…é o que se ouve dentro de igrejas. Guerras por Jesus, guerras em nome de Deus. Guerras…dinheiro…e mais guerras.

Segundo Martinho Lutero dizia:

“é preciso tanto desencorajar a Paz como a tranquilidade, ou então negar a palavra. A guerra é do Senhor, que não veio trazer a paz”.

Nisto ele estava certo. Religiões nunca trouxeram a Paz; só guerras, miséria e infelicidade para os seus praticantes, ou para o país dominado por elas.