A fictícia morte de Jesus

0

Por Ana Burke.

.

Os RELIGIOSOS pensam que mataram alguém que nunca morreu e devem se mortificar eternamente por isto. Pior, pensam que são assassinos poderosos, pois conseguiram matar um deus, um ser divino, imortal e são treinados a acreditar nisto e a repetir para si mesmos em cada culto, ou liturgia: “Por minha culpa…por minha culpa, por minha máxima culpa…”

Segundo conta a bíblia, o martírio deste Ser durou seis horas, mas o martírio de quem o segue deve durar por toda a vida. O preço cobrado pela mentira da salvação e da vida eterna é algo monstruoso.

E para expurgar esta culpa, ter matado alguém que ressuscitou, e sabia que iria ressuscitar, que não iria morrer, devem esquecer que estão vivos, que o mundo existe, se enterrar em uma caverna escura (igreja), onde eles têm suas mentes deterioradas e a sua inteligência embotada.

Se religião prestasse não seria obrigatória. O muçulmano que abandona o Islã é condenado e perseguido. O mórmom que abandona a seita vai ficar separado da família depois da morte, perde o paraíso prometido e a família entra em desespero. Qualquer Testemunha de Jeová que abandona a igreja é completamente marginalizado (é chamado de apóstata) e abandonado por toda a comunidade religiosa e, principalmente, pela sua família se arriscando a morrer na solidão, abandonado.

Qualquer pessoa que não tenha religião é marginalizada e tida como uma aberração, um satanás, um demônio que deve ser afastado para não contaminar as ovelhas. Perseguir é a ordem. Discriminar é mandatório e o resultado em muitos países é a morte daqueles que se recusam a beber do mesmo fel.

Se religião prestasse, não estaria imperando nos países mais pobres do mundo ou arrebanhando as pessoas mais ignorantes e carentes do planeta.

*****

Para saber mais sobre as Testemunhas de Jeová: A Sentinela (15 de Julho de 2011). Não siga “falsos instrutores” pp. 15-16. wol.jw.org/. Página visitada em 2 de Março de 2014. https://anaburke.com/2014/03/05/testemunhas-de-jeova-x-apostatas/

Um comentário sobre “A fictícia morte de Jesus

  1. Alguém conhece este vídeo? Abraços, Isa Maria.

    O que JESUS NÃO FARIA…

    Nós sempre ouvimos sobre as muitas coisas surpreendentes que Jesus de Nazaré, aparentemente, fez, mas ninguém se pergunta sobre as coisas que Jesus supostamente poderia ter feito, sendo onipotente; porém, ou não se preocupou em fazer ou não acho que fossem tão importantes. Você sabe, coisas assim … redução da miséria e sofrimento humano … esse tipo de coisa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s