Allan Kardec, os Negros e os Hotentotes

Por um Mundo sem Religião

A doutrina espírita é discriminatória: Só o fato de a humanidade estar dividida em “evoluídos” e não-evoluídos” e ensinar isto, baseados em critérios baseados no sofrimento merecido para a evolucão, ESPIRITUALMENTE, já é uma violência. Chama-se divisão de classes. Isto significa dividir os seres humanos em INFERIORES e SUPERIORES. Pessoas que estão por baixo ou sofrendo é porque escolheram isto ou precisam passar por isto para evoluir. Aquelas que só tem do bom da vida, está por cima, é porque está num nível de evolucão ESPIRITUAL maior.

Fontes:

http://www.exsurge.com.br/apologeticas/espiritas/textos%20espiritas/oracismodeallankardec.htm

http://www.nacaomestica.org/KardecMFP.htm

Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 126, 127.

Allan Kardec, A Gênese, Cap. XI – Gênese Espiritual, 29-32.

Allan Kardec, Obras Póstumas, retirado dehttp://www.amplasistemas.com.br/sites/kardec/htmlpublico/kardec001/ppo2191.htm.

Ver o post original

Deus x Papai Noel

Por um Mundo sem Religião

natal_krampus

Por Ana Burke

No sistema religioso o adestramento da massa de humanos é fator de sobrevivência para o adestrado, para o adestrador e para os sistemas organizados. Os servos são necessários e também é necessário que se sintam felizes na sua condição de servos. Um dos primeiros ensinamentos que aprendem é que são, e serão, julgados pelo seu Deus e, devido a isto, julgar ou condenar é uma das primeiras coisas que aprendem. Outra coisa que aprendem é que mentir, é pecado, mas todos mentem, principalmente para os filhos, o que é imperdoável. Um exemplo é a crença em Papai Noel. A criança que acredita em Papai Noel é feliz na sua crença e se alguém disser a ela que o seu pai, a sua mãe, os seus avós, os seus tios, enfim, todos estão mentindo pra ela, este alguém será, com certeza, seu inimigo e se ela tivesse condição…

Ver o post original 595 mais palavras

Barrabás e os Tolos

Por um Mundo sem Religião

12009564_1053699567981699_1418458154779744065_n

Por Ana Burke

Eu sei que vou morrer…e me agrada saber que vou morrer. A vida tem início e tem fim. A finitude de um vai preencher os espaços vazios de outro. O Ser Humano inventou deuses porque não consegue entender a natureza e inventou alma e espírito porque não conhece as suas próprias conecções cerebrais. As suas experiências espirituais e visões coincidem com aquilo que ele deseja para si mesmo, ou seja, permanecer. Permanecer para sempre no estado mendicante em que se encontra, cultuando, louvando e glorificando a própria ignorância. Olhar a própria carne apodrecendo aos poucos e a pele enrugando e se desmanchando é para ele uma falha do seu deus, mesmo que não admita isto para si mesmo. Um Ser Perfeito que falha é inadmissível e então inventa-se que todo o mal é uma espécie de castigo merecido. A figura do Pai que castiga é tudo de…

Ver o post original 256 mais palavras