Mentiras e Vitimismo dos Cristãos

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé e texto

FOTO COM LEGENDA FALSA

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e texto

FOTO COM A LEGENDA VERDADEIRA

Foto REAL via AFP / Getty Images

Texto: Ana Burke

O vitimismo é uma técnica muito usada e divulgada. Usa-se todos os meios disponíveis e desonestos para firmar nas mentes simples inverdades que convencem e induzem tal massa manobrável a cometer perseguições reais. Esta técnica é muito usada pelos Judeus sionistas para despertar a piedade e se fazerem de vítimas, arrecadando com isso muito dinheiro que vai para Israel sustentar as suas guerras e a real perseguição e matança dos palestinos. Para se safarem das acusações ou críticas de qualquer tipo, inventaram um modo de calar a boca do mundo inteiro, o crime imaginário ao qual se deu o nome de antissemitismo. Vejamos…É certo e comprovado que os palestinos e árabes são semitas enquanto os judeus asquenazes não são semitas, são europeus de origem Khazária. Alguém já viu um Judeu ser acusado de antissemitismo quando perseguem palestinos e árabes?

Agora, falando dos cristãos, eu li de um pastor que eu não anotei o nome, que “a perseguição religiosa refina a fé”. Eu realmente concordo com ele. Quando o cristão acredita que a sua igreja ou o seu deus está sendo perseguido eles correm para a igreja e de pessoas necessitadas de salvação se transformam em salvadores, guerreiros de cristo e defensores da cruz que são obrigados a carregar.

A foto do post está sendo compartilhada pelos cristãos milhares de vezes no Facebook e outras mídias sociais e dizendo de si mesmos que são vítimas. Eles adentram em todos os guetos do mundo alienando pessoas e as obrigando a adotar a sua religião ou a sua igreja e podemos ver isto acontecer aqui mesmo no Brasil. Invadem terreiros de umbanda e Candomblé, quebram os seus santos e agridem as pessoas ali presentes, Invadem outras igrejas e agridem publicamente quem frequenta igrejas diferentes mas que, segundo eles, o deus é diferente e só o seu é verdadeiro. Seguem um deus que não se manifesta mas é bem visível as manifestações de ódio que ele desperta nas pessoas. Pregam nos ônibus, nas praças, no metrô, batem nas portas invadindo a privacidade das pessoas… e em qualquer lugar público ou não…lá estão eles tentando fazer com que todos se tornem como eles que, a meu ver, não são felizes e não são livres.

Falando da foto, qual é a origem desta imagem?
Esta é uma foto da Agence France Presse, na qual a Getty possui direitos de distribuição. A segunda foto é a foto real apresentada no vasto catálogo online da Getty. É fácil encontrar o relatório de notícias correspondente, cortesia de Hürriyet e Reuters .

“O Irã sacrificou 21 criminosos, contrabandistas de drogas “, diz a manchete, e no parágrafo seis descobrimos quem eram os quatro homens na foto: eram infratores que foram mortos em público na cidade do sul de Shiraz depois de serem condenados por banditismo, contrabando e outros crimes, disse a Agência Fars News Agency.
Eram criminosos comuns e não há a menor indicação de que eles eram cristãos, e muito menos que foram mortos porque adoravam Jesus.

A Crônica Judaica, puxando a sardinha para o seu lado, publicou a mesma foto e chamou os “dissidentes” de homens executados. Um blogueiro pró-LGBT afirmou falsamente que eram homossexuais e alguns comentadores da Internet ficaram felizes em perpetuar essa falácia.

Podemos encontrar inúmeras falácias como estas no YouTube ou no Facebook onde mostram falsas perseguições.
Comparem a primeira foto com a segunda foto na qual está a legenda original.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s