Moramos e Vivemos em Caixas

34501731_2019886591597527_7185634097576804352_n

Por Ana Burke

Eu acredito que nenhum parlamentar pode desistir das suas mordomias. Aconteça o que acontecer, nenhum desiste. Se um deles decide não aceitar e sobreviver, como qualquer brasileiro, somente do seu salário, ele será excomungado. Ninguém naquele palanque aprovaria um projeto contra o Sistema Monetário Internacional ou deixaria de trabalhar para o Sistema Bancário ou Sistema de Comunicação em massa. Quando o povo reage o real cai e o dólar sobe causando prejuízos enormes a todos os setores financeiros. Você não pode decidir por receber o seu dinheiro vivo e ter ele em suas mãos. O dinheiro de hoje não terá o mesmo valor amanhã. O que temos em nossas mãos é papel e você não poderá ir ao banco e retirar todo o seu dinheiro. Se todos os brasileiros resolvessem sacar o seu dinheiro, não conseguiriam. Todo o nosso dinheiro está à disposição dos bancos e você não recebe o seu salário por outros meios. Os problemas que enfrentamos é um problema mundial, com exceção da China, cujo governo troca todo o papel que recebe por ouro, dinheiro que não perde o valor. A corrupção no meio político e midiático é planejada e sempre existe alguém disposto a fazer o trabalho sujo por vinténs… estes são os nossos políticos. Se o governo decidir mudar o esquema instituído nós sofreremos sanções e não poderemos exportar os nossos produtos. Os militares, que alguns apoiam também estão no mesmo esquema, assim como o Sistema Jurídico ou Judiciário. Pensar que trocar de governo será a solução é ingenuidade; pensar que vivemos uma democracia porque somos permitidos votar é outra ingenuidade.
O povo desaprendeu a trabalhar para si mesmo e a produzir para o próprio sustento. Todos vão ao supermercado para comprar salsinha e alface, ninguém tem tempo para construir a sua própria casa e não sabem fazer isso. Eu decidi fazer isso e descobri que trabalho melhor do que qualquer pedreiro que eu conheço, principalmente na parte de acabamento. Nos meus vasos tem mexerica, laranja, limão, manga e jabuticaba. Corto as salsinhas e cebolinha e congelo. Estou agora colocando pisos no corredor, eu olho e não acredito que fui eu quem fiz, quando comparo com os pisos que o pedreiro colocou em outras áreas. Não gastei com argamassa e nem com rejunte. Fiz como faziam os pedreiros antigos, com cimento e ficou perfeito. Estou evitando pagar impostos absurdos e compro somente aquilo que é estritamente necessário. Eu já tive carro zero, mas nunca mais faço esta besteira. Quando o carro sai da concessionário ele já tem preço de carro seminovo e, então, porque não comprar um seminovo ou mais velho em boas condições? O sistema de trocas está em alta na internet e eu estou verificando que em muitos casos vale muito a pena. Existem casas de pessoas que estão desempregadas de madeira e que para ficarem habitáveis e ter conforto, bastaria colocar a mão no barro. Existem construções com barro e que estão de pé há séculos e são mais fortes que as casas de cimento. É óbvio que muitas prefeituras impedem este tipo de construção porque é necessário manter o comércio e pagar os impostos.
O famoso MUTIRÃO que existia antigamente foi enterrado. E é um sistema no qual todos se beneficiam.
A maioria das pessoas só sabem criticar e na maioria das vezes a solução está com elas próprias. Quantos que eu sei que possuem um terreno e dizem que não tem dinheiro para construir? Eu tenho um terreno e quero construir uma casa de barro. Já estudei todas as técnicas de construção. Fiz o projeto como exige a prefeitura mas os materiais da construção, talvez não me permitam escolher, mas posso decidir por colocar a mão na massa e aprender técnicas e materiais mais baratos e acessíveis ou mesmo usar Adobe como tijolo e é muito fácil de fazer. Depois de pronta, nem vão saber que é de barro.

Precisamos sair do quadrado, parar de viver em caixas, lá no alto, muito longe da terra e separados do mundo.

Abaixo, algumas casas de Adobe (barro), muito bonitas e os meus pés de frutas plantados em vasos.

34667599_2019886584930861_8741839390461919232_n

34506495_2019886581597528_1565970214565183488_n

34497858_2019888304930689_8195457080111398912_o

Um comentário sobre “Moramos e Vivemos em Caixas

  1. Tenho pouco mas tenho tudo; Tão logo acordo ainda deitado; Ouço a voz do rio incansável; A seguir aprecio a constelação em noites de lua nova; Ou acompanho parte da trajetória do plenilúnio; Vejo o farfalhar das folhas verdejantes; Embalo-me no pipilar das cantorazinhas; Observo a construção dos ninhos; Admiro os ovinhos brancos pintadinhos azulados marronzinhos; Participo do nascimento; Da criação; Dos primeiros voos; Leio deitado em uma rede imerso na Natureza; À tardinha recolho-me a mim mesmo; Prelibando o dia seguinte. AHenriqueFGuimarães

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s