Diálogo entre Índios e Jesuítas

Por Ana Burke

calixt38

Os índios brasileiros, aqueles que sobraram, estão em conflito por aproximadamente 500 anos com os seus “colonizadores”. Primeiramente chegaram os Jesuítas dizendo que eles deveriam mudar de “Deus” e deveriam vestir roupas. Não entenderam muito bem e insistiram em continuar seguindo os seus deuses.

Índios: Os nossos “Deuses” são visíveis, é a floresta, são os animais, a terra e as águas. Eles nos alimentam e nos acolhem assim como guardam os nossos mortos em seu seio.

Jesuítas: Vocês são pagãos. Deus é à imagem e semelhança do homem. Vocês são pecadores, andam nus, tem muitas mulheres, são vagabundos e tem que trabalhar

Índios: Nós caçamos e pescamos, apenas o suficiente para comer e sobreviver. Não cansamos a terra porque plantamos a cada vez em lugares diferentes e deixamos a floresta se recompor nos lugares onde plantamos na vez anterior. Construímos as nossas casas com palha e terra, presentes dos nossos deuses. Nunca gritamos com os nossos filhos ou nossas mulheres e não precisamos de roupas ou livros. A natureza nos ensina tudo o que precisamos saber.

Jesuítas: E o que mais vocês fazem? São inúteis. Vocês tem que ser úteis para a sociedade. O que fazem no seu tempo livre?

Índios: Nós cantamos e dançamos para os nossos deuses, brincamos com as nossas crianças, nadamos no rio e amamos as nossas mulheres.

Jesuítas: Vocês adoram o demônio, Satanás e precisam aprender qual é o verdadeiro Deus. Os seus deuses são falsos e ESTE é o verdadeiro deus…e mostram aos índios Jesus pregado na cruz e sangrando.

Índios: Este seu deus está morto. Os nossos deuses estão vivos. Como um deus pode morrer? …É um homem. Sem o Sol, as plantas, a água e os animais não existe nenhum homem. Quem o matou?

Jesuítas: Isso é blasfêmia. Estão condenados. Temos o Deus Pai e este é o Deus Filho. Quem o matou foram vocês. O Deus Pai o enviou para morrer por todos nós e nos salvar dos nossos pecados. Ele não está morto; Ele ressuscitou.

Índios: Vocês estão dizendo que o próprio Pai matou o filho e que os culpados somos todos nós? E está me dizendo que a morte dele foi fingida? …O morto viveu novamente! (Risos)

Jesuítas: Pagãos! Vocês têm que ser batizados e vão sair destas terras e nos seguir, vão trabalhar, cavar, construir, limpar, plantar e colher para nos alimentar a todos, lavar as nossas roupas e cozinhar. Não se esqueçam que o nosso Deus é muito poderoso e poderá matá-los como matou o seu próprio filho. Para não morrer, devem obedecer, rezar, louvar e adorar o nosso Deus. Os seus deuses não existem, só existe UM Deus, este que eu estou apresentando a vocês e nós somos os seus representantes. Nos obedecer é obedecer a Deus e, se os castigamos, é para o seu próprio bem. Depois da morte vão viver no paraíso.

Índios: Mas nós já vivemos no paraíso! Este paraíso que vocês estão nos prometendo, e no qual viveremos depois de mortos nos parecem ser o inferno que vocês nos descreveram e no qual devemos viver agora.

primeiramissa-1-e1446402195653Jesuíta: Não é permitido duvidar ou questionar as vontades de Deus. Ele sabe o que faz e faz tudo no seu tempo. Vamos celebrar a Primeira Missa e vocês vão inculcar em suas mentes que o nosso Deus é poderoso, justo, amoroso e castiga severamente quem não o segue.

Índios: Nós somos livres para adorar ou não os nossos deuses. Não somos castigados.

Jesuítas: O nosso Deus é mais poderoso. Ele manda para o INFERNO aqueles que não o seguem. Daqui em diante vocês terão que carregar a Cruz e olhar para ela o tempo todo porque este é o símbolo do sofrimento pelo qual passou o nosso Salvador. Será para vocês uma honra sofrer e carregar a mesma Cruz que Jesus Cristo carregou, dar a outra face ao inimigo como fez Jesus, serem cuspidos como cuspiram em Jesus, serem traídos por seus amigos como Jesus foi traído e Ele disse que NÃO veio trazer a Paz, mas a espada e colocar os membros de uma família uns contra os outros (Para confirmar o que dizia o Jesuíta abriu a bíblia e leu aos Índios Mateus 10:34).

Índios: A nossa família é sagrada. Como podemos temer e ao mesmo tempo amar aquele que nos castiga? Amar é obrigatório?

Jesuítas: SIM! Portanto, esqueçam a família e deixem que os mortos enterrem os seus mortos para seguir Jesus. A porta larga não existe mais, somente será permitido a vocês entrarem pela porta estreita.

Índios: Não sabemos o que é uma porta. No nosso mundo não existem portas.

Jesuítas: A partir de agora você só entrará em lugares permitidos por Deus e Ele exige ser temido e, principalmente, amado sobre todas as coisas e vocês devem dedicar todo o seu tempo livre a Ele, rezar e agradecer…rezar e agradecer…rezar e agradecer.

indios-escravizadosSlaved.guarani.debret

Amém

3 comentários sobre “Diálogo entre Índios e Jesuítas

  1. Coitados dos Índios, na verdade o catolicismo com esta religiosidade toda dizimou muitas vidas, tribos tanto indígenas como de escravos na África e em diversos outros países, como aqui. Eu creio que, Deus é a pura manifestação Ele é Sol, LUA, luz, água, fogo, dia, noite, estrelas, seres vivos e seres inanimados, pois na própria lei da criação tudo formou, tudo fez para seu louvor, desta forma os índios não estão errados em adorar a natureza, amar suas famílias ou o próximo como a si mesmo, p entendimento deles de DEUS e este é é puro.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s