Os escândalos que assombram a canonização de João Paulo II

João Paulo II, o papa que promoveu e encobriu pedófilos e violadores da Igreja, recebeu, ao mesmo tempo em que João XXIII, a canonização.   Por Eduardo Febbro, na Carta Maior Vítimas, que vítimas? – perguntou o cardeal Velasio de Paolis. E acrescentou: “Não são apenas estas vítimas”. Depois houve um silêncio de corpo e alma … Continue lendo Os escândalos que assombram a canonização de João Paulo II

Banco católico pede desculpas por investir em armas, cigarros e pílulas

Um banco católico alemão pediu desculpas por comprar ações de indústrias de armamentos, cigarro e pílulas anticoncepcionais. Uma reportagem da revista alemã Der Spiegel revelou que o Pax Bank havia investido 580 mil euros (cerca de 1,5 milhões) em ações da BAE Systems, empresa britânica de armamentos. O banco também investiu 160 mil euros (cerca de R$ … Continue lendo Banco católico pede desculpas por investir em armas, cigarros e pílulas

Bento XVI Escondido no Vaticano. Procurado por Assassinar Crianças em Rituais de Sacrifício.

"Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina " Tradução: Ana Burke Toos Nijenhuis da Holanda confirma ritual de sacrifício de crianças pelo papa Bento XVI na Assessoria da Mídia Global do Tribunal Internacional para Crimes da Igreja e do Estado (ITCCS) em sua Direcção Central, em Bruxelas. "Eu vi Joseph Ratzinger assassinar uma menina":  confirma testemunha … Continue lendo Bento XVI Escondido no Vaticano. Procurado por Assassinar Crianças em Rituais de Sacrifício.

O Papa Francisco E A “GUERRA SUJA” na Argentina

QUEM É JORGE MARIO BERGOGLIO? Em 1973 ele foi nomeado o “provincial” da Argentina para a Companhia dos Jesuitas. Neste cargo, Bergoglio foi o mais alto dignitário da Ordem Jesuíta da Argentina durante a ditadura militar liderada pelo General Jorge Videla (1976-1983). Mais tarde ele foi nomeado bispo e depois arcebispo de Buenos Aires. O Papa João Paulo II consagrou-o Cardeal em 2001. Quando a junta militar abandonou o poder em 1983, o … Continue lendo O Papa Francisco E A “GUERRA SUJA” na Argentina